Filme: O Conto da Princesa Kaguya (Kaguyahime no Monogatari) [Review]


Saudações Unicórnios! Então chegámos a 2017 vivos e, espero eu, de boa saúde, não é? Para começar o ano, trago algo vindo da terra do sol nascente, o que já não se via há algum tempo aqui no blogue!

Título: Kaguyahime no Monogatari (O Conto da Princesa Kaguya, no Brasil e em Portugal)
Ano: 2013 (2015, em Portugal e depois no Brasil)
Géneros: Animação, Drama, Fantasia
Duração: 2h 17 min
Diretor: Isao Takahata
Escritores: Isao Takahata (história e guião), Riko Sakaguchi (guião)
Sinopse: "Um velho homem sustenta-se vendendo bambu. Um dia, ele encontra uma princesa dentro de um bambu. A princesa é, apenas, do tamanho de um dedo. O nome dela é Kaguya. Quando Kaguya cresce, cinco homens oriundos de famílias prestigiadas pedem-na em casamento. A princesa pede aos homens, que encontrem presentes de casamento memoráveis para ela, no entanto, os cinco homens não conseguem encontrar o que lhes é pedido. É aí que o Imperador do Japão a pede em casamento." (Traduzido do IMDb)
M/6

Estava eu, aborrecida, sem nada para fazer (ou vamos fingir que sim, porque eu devia era estar a estudar mesmo), até que olho para a televisão, ligada na RTP2 (um dos únicos canais onde ainda passam alguma coisa de jeito), e vejo aquele logótipo do Studio Ghibli. Apercebi-me logo de que vinham aí umas horas de programação de boa qualidade. Vi o nome do filme, "O Conto da Princesa Kaguya", nunca tinha visto, então sentei-me e não me levantei até o filme acabar.


Os traços desta animação são bem diferentes do normal, parecem mais naturais, como se tivessem vindo de um clássico livro de contos japonês. Mas engana-se quem diz que isto é um conto para crianças! Eu diria que é para todas as idades, mas apenas até um certo ponto. Não é uma história propriamente feliz, há bastantes cenas no filme que me fizeram questionar se uma criança as entenderia com a sua inocência.

De resto, tem uma história bastante criativa que ensina uma lição importante sobre como os humanos, cada vez mais, vivem a sua vida em torno dos bens materiais e da superficialidade sem nunca olhar para a beleza do mundo que os rodeia. E é por essa mesma razão que recomendo "O Conto da Princesa Kaguya" a quem nunca o viu!

Avaliação: ✮✮✮✮

Imagens, vídeo e informações técnicas sobre o filme retirados do site "IMDb".

Sem comentários:

Enviar um comentário